EXERCÍCIOS

 

01PM) Determine as trações T nos fios ideais AB e BC, sabendo-se que o sistema está em equilíbrio na posição indicada.

Dados: P = 90 N; senq =0,6. cosq = 0,8

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

02PM) Para sistema da figura, em equilíbrio, qual é a relação entre os pesos PA e PB dos corpos A e B? Os fios e as polias são ideais.

 

 

03PM) Determine as trações T nos fios ideais AB e BC, sabendo-se que o sistema está em equilíbrio na posição indicada.

Dados: g = 10 m/s²; m = 2, 5 kg; sen30º = 0, 5; cos30º =

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

04PM) Determine as trações T nos fios ideais AB e BC, sabendo-se que o sistema está em equilíbrio na posição indicada.

Dados: P=100 N; sen30º = cos60º = 0, 5; cos30º = sen60º =

 

 

05PM) (Faap-SP) Uma corda AC tem a sua extremidade A fixa, enquanto a outra B está ligada ao bloco M em forma de paralelepípedo de peso 120 N. Esse bloco repousa sobre um plano horizontal. O coeficiente de atrito entre o plano e o bloco é 0,30. Em um ponto C da corda é dependurado um peso Q tal que o ângulo formado, pelo trecho AC com a horizontal seja 60º; trecho CB é horizontal.(Adotar  g = 10m/s²).

a) Qual a força de atrito exercida pelo plano sobre o bloco quando o mesmo estiver na iminência de movimento?

b) Qual o peso máximo que se pode pendurar em C?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

06PM) (Faap-SP) No sistema em equilíbrio ao lado, os corpos 1 e 2 têm massas iguais. O fio e as roldanas são ideais. Prendendo-se no ponto médio do fio (ponto A) outro corpo 3 com massa igual à dos outros corpos, determine a distância h que devemos abaixar o ponto A para que o sistema permaneça em equilíbrio estático.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

07PM) (Mackenzie-SP) Na figura, E é uma esfera de peso 400N, em equilíbrio, apoiada sobre um plano horizontal indeformável.

Desprezando-se os pesos dos fios (inextensíveis) e das roldanas, bem como todos os atritos, podemos afirmar que os valores da reação do apoio F e o ângulo a são respectivamente:

 

      a)      100N e 60º

b)      400N e 90º

c)      200N e 30º

d)      400N e 60º

 

 

 

 

08PM) (Unisa-SP) O sistema da figura, pra chegar à posição de equilíbrio, fez com que a mola M fosse alongada de 0,50 cm.

Sabendo-se que as massas dos fios e da mola são desprezíveis e que o peso Q vale 200 N, conclui-se que a constante elástica da mola, em N/m, é de:

 

a)      4,0. 10³;

b)      4,0. 104;

c)      2,0. 10²;

d)      3,0. 10³;

e)      1,4. 10².

 

 

09PM) (FUVEST) Um mesmo pacote pode ser carregado com cordas amarradas de varias maneiras. A situação, dentre as apresentadas, em que as cordas estão sujeitas a maior tensão é

 

10PM) (FEI) Os sistemas 1, 2 e 3 estão em equilíbrio. Qual é aproximadamente a leitura dos dinamômetros em cada caso?

Dados: m=5 kg; g = 10 m/s²

 

 

 

a) D1 = 100N, D2=100N, D3=50N
b) D1 = 100N, D2=50N, D3=50N
c) D1 = 100N, D2=100N, D3=25N
d) D1 = 50N, D2=50N, D3=25N
e) D1 = 50N, D2=100N, D3=35N
 

 

RESPOSTAS

 

01PM) TBC = 150 N e TBC = 120 N

02PM)

03PM) TAB = TBC = 25 N

04PM)TAB= 50 N, TBC = 50N

 

05PM) a)36 N

   

     b)36N

 

06PM) h = 20m

 

07PM) a

 

08PM) b

 

09PM) a

 

10PM) e