TEXTOS DE PEÇAS TEATRAIS

Esta página faz parte do site Cultura e Informação
mantido pelo Prof. Laerte. Visite-o clicando no link.

PATÉTICA - A peça teatral "Patética" é de João Ribeiro Chaves Neto. "É uma peça verdadeira e pungente que reafirma o valor do autêntico teatro brasileiro como expressão lúcida das crises e angústias de nosso povo. Obteve o primeiro prêmio, por unanimidade, no Concurso de Dramaturgia do Serviço Nacional de Teatro, em 1977, consideada por todos que já tiveram oportuniade de lê-la como um obra marcante do moderno teatro brasileiro, confiscada do SNT, durante a realização do concurso, pelos órgãos de segurança nacional, transformando-se assim na mais momentosa vítima da falta de liberdade de expressão." Este arquivo tem 99 páginas com extensão jpeg. Tem também 22 megas.

Peças Teatrais no Esnips - Neste disco virtual você encontra as seguintes peças: "Um bonde chamado desejo", de Tennessee Williams (extensão pdf); "A morte do Caixeiro viajante", de Arthur Miller (extensão pdf); "O casamento do pequeno burguês", de Bertold Brecht (extensão pdf); "Esperando Godot", de Samuel Beckett (extensão pdf); "Entre Quatro Paredes", de Jean Paul Sartre (extensão pdf); "Auto da Compadecida", de Ariano Suassuna (extensão doc); "As lágrimas de Petra von Kant" (extensão doc), de W. Fassbinder

Peças Teatrais de Chico Buarque - No disco virtual Esnips você encontra estas peças de Chico Buarque: "Calabar, o elogio da traição", de Chico Buarque e Ruy Guerra (extensão jpeg);"Ópera do Malandro", de Chico buarque (extensão pdf); "Gota d'água", de Chico Buarque e Paulo Pontes (extensão pdf)

Peças Teatrais de Tennessee Williams - No disco virtual Esnips você encontra estas peças de Tennessee Williams: "Fala comigo doce como a chuva", "Essa propriedade está condenada", "Um bonde chamado desejo"

Peças Teatrais de Nelson Rodrigues - No disco virtual Esnips você encontra estas peças de Nelson Rodrigues: "Vestido de Noiva"; "Viúva, porém honesta"; "Senhora dos afogados"; "Dorotéia"; "Valsa n° 6"; "A Falecida"; "A mulher sem pecado"

Peças Teatrais de Vinicius de Moraes - No disco virtual Esnips você encontra estas peças de Vinicius de Moraes: "As feras", "Procura-se uma rosa", "Orfeu da Conceição", "Cordélia e o Peregrino"

Roteiros teatrais no Esnips - Neste disco virtual você encontra obras teatrais revisadas e formatadas pela equipe Digital Source dos seguintes autores: Almeida Garrett, Aluísio de Azevedo, Anton Tchekhov, Arthur Azevedo, Gil Vicente, Hilda Hilst, Júlio Dantas, Machado de Assis, Nelson Rodrigues (A falecida, A mulher sem pecado, Doroteia, vestido de noiva, etc...), Sófocles, Tennesse Williams (Essa propriedade está condenada, etc...), Shakespeare (várias peças), Dias Gomes (O bem amado), Eurípedes (Andrômaca, As bacantes, etc...), Frederico Garcia Lorca (A casa de Bernarda Alba), Jean Racine (Fedra), Marguerite Duras (Savannah Bay), Sófocles (Édipo Rei, Electra, Antígone etc...), vinicius de Moraes (As feras), Ésquilo (coéforas, Agamémnon, Os persas, etc...), etc....

A mandrágora - Peça de 1518 Nicolau Maquiavel (1469-1527) - Comentário: "O texto nos mostra a estória de Calímaco, um homem jovem e rico, que está apaixonado por Lucrécia, que é casada com Messer Níssia. Disposto a tudo, Calímaco, com a ajuda de Ligúrio, se envolve numa série de trapaças e engana a todos para conseguir o que deseja: passar uma noite de amor com a mulher. Finge ser um médico e é contratado, pelo próprio marido, para resolver o problema de esterilidade da moça. O marido, concorda com a receita dada pelo falso médico, e permite que sua esposa passe a noite com um outro homem, para que assim o efeito da fórmula, a base de mandrágora, faça o efeito. Obviamente esse homem será o próprio 'médico'. A mandrágora é uma raiz nativa do sul da Europa e dos países do Mediterrâneo oriental. Os gregos antigos a misturavam com o vinho (que então era normalmente servido contendo várias ervas, além de água do mar provavelmente para amenizar o seu paladar). A utilizavam também como anestésico, em sua medicina. O grande discurso do autor é mostrar as várias formas de se corromper ou de ser corrompido. Para isso não poupa ninguém: todos os personagens, em algum momento são "subornados" por outro(s)."

Nossa vida em família - Peça de Oduvaldo Vianna Filho - Comentário: "Nossa vida em família" estreou no Teatro Itália, em São Paulo, em março de 1972, com direção de Antunes Filho e cenografia de José de Anchieta. Esta peça é uma descrição de muitas vidas e sua maior função é transmitir para as pessoas como determinados métodos podem conduzir a vida a uma irreparável mediocridade... Nossa Vida em Família" descreve minuciosamente esse jogo, que por ser um jogo de viver, fica distanciado da vida real, sem que as pessoas que o jogam percebam."

Birosca-Bral - Peça Teatral de Tiche Vianna - Comentário de Tiche Vianna: "Birosca-Bral é um espetáculo que juntou uma linguagem com a qual eu trabalho a muito tempo: a Comedia dellarte que eu tento juntar no universo brasileiro e neste espetaculo busquei o diálogo com o jovem da periferia e descobri o movimento hip-hop e achei de uma potência artística tão incrível que somei ao meu trabalho para poder me comunicar com o jovem da periferia."

Caiu o Ministério - Peça Teatral de França Junior (1882) - Comédia original de costumes em 3 atos por França Junior (1882) - Comentário: "Dramaturgo inventivo, França Júnior figura ao lado de Martins Pena e de Artur Azevedo como um dos criadores da comédia brasileira. Suas peças caracterizam-se por seus personagens ingênuos e caricatos. Em sua simplicidade, eles levam para a cena uma realidade desconcertante, as vezes até ridícula e trágica, onde fotografam com primor e graça a realidade de uma sociedade em crise. Em Caiu o ministério encontramos a sátira violenta à crise final do regime monárquico brasileiro, manifesta, por exemplo, na formação de dez governos parlamentares no curto período compreendido entre 1880 e 1889 ou, ainda, no controle do poder legislativo pelos grupos mais fortes da aristocracia imperial, incapazes, muitas vezes, de expressar os interesses da maioria da nação. França Júnior nunca produziu senão trabalhos originais, consagrando-se como comediógrafo e observador original dos nossos costumes."

Geração Trianon - Comentário: "Texto elaborado por Anamaria Nunes a partir de frases, expressões, citações e situações da nossa História Teatral nas décadas de 10, 20 e 30. Encenado em 1998 pelo Grupo de Teatro Téspis, na cidade de Campinas, retrata o dia a dia de uma companhia teatral que atuava no Teatro Trianon, Rio de Janeiro, início do século XX. Nesta época, era comum os espetáculos serem substituídos toda semana. O repertório era vasto, e havia a presença marcante do ponto, que auxiliava os atores em suas falas durante a apresentação.O texto de Ana Maria Nunes mostra as peripécias dos bastidores teatrais, flagrando, de forma divertida, todos os integrantes e responsáveis pela condução do espetáculo."

Pedro Mico - Peça Teatral de Antonio Callado - Comentário: "Diversas vezes encenada, a peça gira em torno de Pedro Mico, um típico malandro carioca da década de 1950. A história retrata a vida de uma favela do Rio, que naquela época tinha códigos diferentes dos de hoje. No texto, o autor faz um paralelo da vida do protagonista — que é negro — com a trajetória de Zumbi dos Palmares. Em certo momento da peça, a namorada de Pedro Mico, a prostituta Aparecida, sugere a ele que, assim como Zumbi, lidere uma invasão dos moradores do morro ao asfalto. A idéia seria tomar casas da classe média da Lagoa, bairro vizinho à favela. A peça, uma das mais famosas do autor, virou filme em 1985. Dirigido por Ipojuca Pontes, teve como protagonista o ex-jogador de futebol Pelé."

A Farsa do Advogado Pathelin - Autor anônimo - Comentário: "A peça é uma sátira de costumes onde se criticam duas das mais fortes classes sociais de França do Séc. XV – Os comerciantes e os homens de leis.Os comerciantes são conhecidos por passarem a vida em busca do lucro e da riqueza. Embora uns sejam mais escrupulosos que outros, todos acabam por recorrer a pequenas trapacices ou nos preços ou nas quantidades Também os advogados vão fazendo as suas trafulhices recorrendo ao poder da retórica para iludir o próximo A farsa do Advogado Pathelin conta a história de um advogado espertalhão que, em momento de crise económica para se vestir a si próprio e à mulher, resolve aplicar um golpe a um comerciante de tecidos tão esperto quanto ele.A peça trás à tona conflitos que afligem os homens há vários séculos, como a falta de dinheiro, a luta pela sobrevivência, a ética, a fraude e a busca pela justiça."

Shakespeare em português O site do governo federal intitulado "Domínio Público" (www.dominiopublico.gov.br) disponibiliza várias peças do dramaturgo inglês William Shakespeare como: A comédia dos erros, A Megera Domada, MacBeth, A Tempestade, Muito barulho por nada, e outras.

Visitaram esta página pessoas desde 14 de abril de 2006
(Esta página foi construído e é mantida pelo Prof. Laerte)